Podia ter corrido mal #2 – Quase dormi na rua em Bolonha

Bolonha

Onze e meia da noite, Bolonha.

Quando fui a Florença, para ficar mais económico, optei por ir do Porto a Bolonha de avião e depois iria de comboio até Florença. O voo chegaria tarde a Bolonha, por isso reservei um quarto perto da estação visto que o comboio partiria de manhã cedo.

Quando fiz a reserva no Booking para o “Il B di Bologna 2” ficou previamente acordado que iria chegar depois da hora do check-in, com confirmação por e-mail do proprietário do alojamento. Ficou combinado que chegaria entre as 23h e as 00h.

Às 23h15 chegámos à porta do prédio e tocámos à campainha mas ninguém atendeu. Ficámos um pouco à espera que alguém chegasse para podermos entrar mas não aparecia ninguém. Então o Tiago ligou para o contacto da reserva, um “senhor” chamado Carlo que, primeiro disse que não sabia falar inglês e depois já estava a dizer que não ia aparecer pois não tínhamos comparecido dentro do horário normal de check-in que tinha terminado às 22h. Como? Pois é, mesmo já estando o alojamento pago e mesmo depois de muita insistência e de termos indicado que estávamos a chegar dentro do horário combinado, essa pessoa disse que não se iria deslocar ao local e que já tinha avisado o Booking que não tínhamos comparecido.

Eu nem queria acreditar! Era quase meia noite e ali estávamos nós, 3 almas penadas, na rua com a tralha toda sem saber onde dormir. Depois liguei para a linha de apoio do Booking que também pouco ou nada ajudou. Fiquei quase uma hora ao telefone com eles e gastei todo o saldo do meu cartão. Antes de o saldo acabar, avisei que a chamada iria cair e pedi que me ligassem de volta pois não tinha mais saldo. Ligaram? Claro que não. Ou seja, não sabia onde ia dormir e esgotei o saldo com o Booking que não me ajudou em nada, nem sequer um hotel alternativo

Vendo que nada havia a fazer senão procurar outro sítio para ficar, fizemo-nos à estrada e andámos de rua em rua a puxar a mala à procura de hotéis. Primeiro hotel: esgotado. Segundo hotel: esgotado. Terceiro hotel: 140€ por noite (não, obrigado!). Quarto hotel: esgotado. Andámos perto de 2 horas à procura de um sítio e nada, até que fomos para a estação que mais parecia um centro para sem-abrigo, já sem sabermos o que fazer.

Então encontrámos um polícia e explicámos a situação. Bendito polícia! Logo se prontificou a ajudar-nos e ligou para um hotel ali perto e perguntou o preço: 100€ por 2 quartos e pequeno almoço! Disse-nos onde era e fomos até lá. Quando pude finalmente descansar, já o relógio marcava 3h da manhã. Só deu para dormir umas 4 horas, mas essas horas seriam cruciais para aguentar todo o dia seguinte a caminhar por Florença.

Posso dizer-vos que pelos vistos esse alojamento ainda existe mas já mudou de nome agora é o Charme House Stazione e, como podem ver por algumas críticas, não fui só eu que fui enganada. Além disso, já nem aparece nas pesquisas do Booking. Quando regressei a Portugal enviei e-mails para o tal Carlo a exigir que nos devolvesse o dinheiro, enquanto ele continuava a dizer que nós não aparecemos, mesmo com o mail em anexo em que ele confirmava o check-in depois da hora. Escrevi o que se tinha passado por tudo quanto era lado e fiz uma reclamação junto do Booking que, depois de eu muito insistir (muito mesmo), acabou por nos devolver cerca de 75% do valor.

Podia ter corrido mal, mas tudo acabou por correr bem!

5 comentários

  1. A única vez que cheguei fora de horas foi em Praga, também tinha avisado o hostel mas correu tudo bem. Estavam a esperar por nós, por isso foi super tranquilo. Deve ser bem frustrante quando essas coisas acontecem… Felizmente, conseguiram encontrar um sítio para dormir, mas olha que realmente isso não se faz! Grande lata a desse Carlo…

    1. Muita lata mesmo. Não compreendo porque fez isto! Se eu tivesse falhado nalguma coisa ainda entendia, mas eu certifiquei-me de que tudo estava devidamente combinado e mesmo assim, foi o que se viu!

  2. Ainda bem que apareceu esse polícia, uma boa pessoa no meio de tanto azar! Fico sempre de pé atrás quando preciso de reservar alguma coisa com antecedência, então opto sempre pelos hotéis em que é permitido o pagamento posteriormente. Mas acabou por correr tudo bem 🙂

    Um beijinho grande, Vera ❤
    nouw.com/planyar

    1. Olá Vera! Sim ainda bem que o polícia apareceu!! Eu agora quando chego fora de horas a um hotel já vou sempre à espera do pior mas felizmente não voltou a acontecer nada do género! Beijinhos *

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *